Fiems vai trabalhar para viabilizar ferrovia entre Dourados e Paranaguá

 

A Federação da Indústria (Fiems) vai integrar um grupo de trabalho para buscar a conclusão da Ferroeste até Paranaguá. (FOTO: Ascom Fiems)

A Fiems integrará o grupo de trabalho que organizará uma força tarefa para viabilizar a conclusão do trecho da Ferroeste (Estrada de Ferro Paraná Oeste) que fará a ligação entre o município de Dourados (MS) a Guaíra (PR), com a possibilidade de alcançar, ainda, o Porto de Paranaguá, no Paraná. O grupo de trabalho conta também com as participações da Fiep (Federação das Indústrias do Paraná) e dos governos dos Estados de Mato Grosso do Sul e do Paraná.

A interlocução da Fiems para concretizar o projeto foi alinhada em reunião nesta quarta-feira (17/05), no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande (MS), e contou com a participação do presidente Sérgio Longen, dos secretários estaduais de Infraestrutura de Mato Grosso do Sul e do Paraná, Marcelo Miglioli e José Richa Filho, respectivamente, além do diretor-presidente da Ferroeste, João Vicente Bresolin, e do diretor-administrativo da Ferrovia, Carlos Roberto Fabro.

“O setor privado agora se associa a este grupo, buscando a viabilidade da ferrovia. Esse é um que projeto vem sendo discutido há muito tempo, e esperamos que nos próximos 90 dias consigamos avançar. Dependemos agora do apoio das bancadas federais de Mato Grosso do Sul e do Paraná, mas, com o alinhamento do governador Reinaldo Azambuja e do governador Beto Richa, vamos avançar nesse projeto”, considerou o presidente da Fiems, após a reunião.

“A ferrovia terá condições claras de ser um corredor para a agropecuária, mas também para a indústria, porque nosso Estado hoje exporta R$ 3 bilhões em produtos industrializados, teremos ganhos em competitividade”, acrescentou Longen.

A Ferroeste é de economia mista e tem o Governo do Paraná como seu maior acionista, detendo a concessão para explorar o trecho. Na prática, a ferrovia atende Cascavel e Guarapuava e um PMI (Procedimento de Manifestação de Interesse), a ser apresentado pelo Governo de Mato Grosso do Sul, serviria para ampliar a malha, fazendo com que a ferrovia passe a fazer a rota completa da concessão, indo de Dourados até o Porto de Paranaguá.

“Já faz alguns anos que temos discutido com Mato Grosso do Sul a possibilidade de estender a Ferroeste. São dois estados com produção forte em termos de Brasil e sabemos do potencial da região de Dourados, principalmente na divisa com o Paraná. Hoje chegamos em um modelo que acredito ser interessante para potenciais investidores, mas nada melhor do que lançar a PMI para ficar claro que será economicamente viável. Estou muito confiante”, disse José Richa Filho.

O próximo passo para avançar no projeto será no Encontro Internacional Sobre Gás Natural, na segunda-feira (22/05), do qual o governador Reinaldo Azambuja vai participar. “Teremos uma reunião com o governador do Paraná, em Santa Catarina, onde apresentaremos o projeto. Essa rodovia já foi muito discutida no passado, mas agora, com essa modelagem, trazendo a iniciativa privada, com a aquiescência da ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre) e dois governos somando esforços, acredito que vamos viabilizar o projeto e transformá-lo em realidade”, considerou o governador.

Para o secretário Marcelo Miglioli, não há dúvida de que a rota Dourados a Paranaguá é o melhor caminho para o escoamento da produção do Estado. “Mato Grosso do Sul tem todo interesse no projeto e vamos fazer o que estiver a altura para o projeto caminhar. Essa parceria entre os dois estados soma forças para que o projeto tenha uma estruturação e possa sair do papel. Entre os projetos de macro infraestrutura que estamos trabalhando, esse é com certeza um dos prioritários”, finalizou.

Leia mais no site www.fiems.com.br ou pelo link http://www.fiems.com.br/noticias/fiems-integrara-grupo-de-trabalho-para-viabilizar-ferrovia-entre-dourados-e-paranagua/23578. (Texto: Daniel Pedra – Ascom Fiems).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *